6 Comentários

  1. Carlos Eduardo

    Muito intrigante o seu artigo, Elifazio! Parabéns por levantar está questão!
    Existem muitos questionamentos e debates acalourados sobre capitalismo x socialismo.
    No mundo inteiro há uma convergência já há alguns anos para o capitalismo.
    O mais importante que vejo é realmente como estamos criando a prosperidade para a nossa sociedade e quando desenvolvidos estamos. O patrimônio e renda são dois aspectos muito importantes mas que não falam sozinhos.
    O acesso aos mecanismos básicos é de extrema importância, como saneamento básico, moradia, educação e segurança. Acho que um ser humano que tem estes pilares básicos tem grande chance de prosperar.
    Nos que estamos nos 10% com certeza tivemos pelo menos parcialmente estes itens.
    A Filandia por exemplo tem bons índices de igualdade justamente por garantir educação de qualidade para todos, ricos e pobres.
    Creio que muitas vezes focamos em mundo onde todos sejam iguais mas a questão é dar condições para as pessoas prosperarem, pois cada um multiplica seus talentos de uma maneira.

    Responder

    1. Muito bom Cadú seu ponto de vista. Eu concordo. A análise da Oxfam é somente um dos vários itens que devem ser levados em consideração.
      É muito importante o acesso a itens básico que você colocou, que falta em muitos países como o nosso, que é rico e pobre ao mesmo tempo. Mas com educação podemos mudar nossas condições… Obrigado.

      Responder
  2. Leonardo

    O artigo nos leva a pensar, que somos carentes da educação correta. Não trabalhamos corretamente o equilíbrio entre nossa razão x emoção. Muitas vezes a falta deste equilíbrio nos leva a tomar decisões erradas. Pois como falou nas pequenas decisões cotidianas que mudamos nossa posição dos 90% para os 10%. Pos para mudar minha história tive que confrontar muito a opinião dos outros e passar a ignorar certas opniões de pessoas importantes para mim. Meus parabéns pelo artigo!

    Responder

    1. Leonardo, as pessoas importantes para você vão ver a mudança em você e quando interessar em saber vão perguntar, nesta hora você fala sobre o assunto.
      Obrigado.

      Responder
  3. Fernando Fraga Alves

    Estou no meio do caminho para os 1%.. acredito que indiscutivelmente vivemos em uma sociedade extremamente desigual, o capitalismo de certa forma.. fez a população inteira mais rica.. que no sentido de produção e distribuição de riquezas.. Há 1, 2 séculos atrás um dito nobre Inglês viva pior que um pobre hoje.. Sem esgoto, iluminação, aquecimento, recursos de saúde e educação precários..Logo.. acho que focar somente na desigualdade entre ricos e pobres atual é ver o copo meio vazio demais, pois a desigualdade entre classes é uma característica do capitalismo e por não que não dizer da essência da própria humanidade. Agora, temos que notar que o capitalismo também para uma grande parcela da população trouxe benefícios incontestáveis.

    Responder

    1. Olá Fernando, parabéns pela sua conquista. Concordo com você a desigualdade é parte do capitalismo e ela possui seu lado bom. Existe aí uma questão de mérito, aqueles que fazem por merecer devem mesmo ter mais do que aqueles que não fazem. Mas a face triste desta história são as distorções criadas por força de privilégios de poucos em detrimento dos mais pobres. Concordo também que este sistema provocou e é o motor que faz a nossa sociedade evoluir e conquistar muita qualidade de vida.

      Parabéns e continue conosco ajudando espalhar conhecimento para que as pessoas possam conquistar mais com o próprio mérito.

      []s Elifazio

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *